Ó minha Vila Viçosa,

Ó minha princesa,

Que guardas ciosa,

As armas da realeza.

 

Guarda-me também,

Meu amor de vintém,

Guarda-me também,

Meu amor de cordel.

 

Ó minha Vila Viçosa,

Ó minha Vila Viçosa,

Ouvi o corcel,

Cavalgando com pés de mel.

 

Ouvi as raparigas donzelas,

Falar de seus amores,

Ouvi as raparigas donzelas,

Cantar os seus calores.